Atualizado em

Ele fica apenas no meio do nada! Ou melhor, no meio das pedras. E de animais selvagens. E de uma natureza excêntrica. E de uma tranquilidade em que você escuta até o silêncio. Assim é Kagga Kamma!

Neste post você vai conhecer mais sobre essa reserva natural aparentemente desconhecida por muita gente, e que me deixou boquiaberta! Kagga Kamma é daqueles lugares que você lembra e o olho brilha!

Se você quer uma experiência bem diferente, se isolar de tudo e ficar uns dias estilo Flinstones, bem idade da pedra, Kagga Kamma é o point!

Tirei esta foto exatamente quando chegamos. Não tem filtro! Que lugar é esse! E pode acreditar: não choveu neste dia.

Kagga Kamma, um lugar remoto

Estava eu procurando lugares para ficar na África do Sul e aí me aparece Kagga Kamma. Fiquei impressionada com as fotos que vi. Pensei: será que é tudo isso mesmo? Que lugar mais louco! Pesquisei e não achei muita coisa falando sobre. Entrei no site oficial e também vi algumas avaliações de hóspedes em sites de reserva de hotéis.

Vi que Kagga Kamma parecia não ser tão conhecido, mas pensei: vou assim mesmo! E chegando lá… olha… as fotos falam por si só. Sem filtros, tiradas do celular.

Uma das suites de Kagga Kamma
O que não falta por aqui é pedra, hehe

Afinal, onde fica Kagga Kamma? A 250km de Cidade do Cabo! Grande parte do trajeto até aqui é estrada de terra. E preste atenção: não vá à noite para Kagga Kamma! O local é muito isolado, a estrada é cheia de obstáculos, você pode se perder se não se atentar às placas.

Nós tivemos que parar em uma cidade chamada Worcester para dormir pois não conseguimos chegar a tempo em Kagga Kamma e anoiteceu. Até queríamos seguir, mas estava chovendo demais. Mal sabíamos do perigo.

“Vocês estavam indo para Kagga Kamma a essa hora??? Graças a Deus que vocês não seguiram viagem. Fico muito feliz!” Falou assustado o moço do hotel. A esposa disse que já trabalhou no kagga Kamma e que a estrada inclusive fechou naquele dia, por causa do mau tempo.

Para chegar até lá, também é importante você saber que o ideal é alugar um carro 4X4! A chance de um veículo “normal” estragar e você ter que ficar com os bichos selvagens é grande.

kagga Kamma, “the place of water”

Estava curiosa para saber o que significava este nome. Um dos gerentes do local respondeu: “the place of water”, pois tem abundância de água subterrânea por lá.

Acredito que Kagga Kamma é o nome descrito em algum dos 11 dialetos falados na África do Sul (isso além da língua oficial que é o inglês).

Eu, o frio de 3 graus e as suites “cave”

No meio de muita água e de um grande e imponente compilado de formações rochosas está Kagga Kamma. Umas bem altas e compridas, algumas bem robustas, outras mais finas, parecendo palitos, outras em forma de bolas gigantes, outras que não dá nem para explicar. Elas aparecem a todo momento no caminho. São muito exóticas! Essas formações rochosas fazem parte da cadeia de montanhas de Cederberg.

Então, se tem uma coisa que é impressionante é a arquitetura do Kagga Kamma! Ele fica camuflado na natureza! Você anda e parece que está em um labirinto de rochas.

Pelo que vi, algumas das rochas foram construídas artificialmente para dar o retoque final, mas a maioria é natural mesmo. O teto as paredes do nosso quarto eram de rochas de verdade.

Outra coisa que achei bacana foram os tipos de acomodações. Tinha a estilo caverna, que ficamos, mas também uma cabana e outra suite a céu aberto! Aqui está bem longe tem luzes da cidade, o que significa milhares de luzes das estrelas, que formam um céu encantador.

As suites estilo cabana

Mas, como estava muito frio quando fomos, o quarto a céu aberto estava suspenso. Afinal, quem iria querer dormir naquelas condições gente? Pensa em um frio! E no Kagga Kamma ainda pode nevar. Não tive o privilégio de ver essa cena.

Então, Kagga Kamma é muito mais que o hotel caverna. Na verdade as Suites caves são só uma parte. É uma reserva natural imensa, uma grande construção muito bem camuflada no ambiente.

O que fazer em Kagga Kamma?

Agora, você deve estar perguntando: o que fazer além de contemplar o hotel e a paisagem mais diferentes de tudo o que você já viu?

Tem muita coisa. Fiquei apenas 1 dia e meio (por conta de imprevistos no roteiro). Gostaria de ter feito mais as atividades, mas o pouco tempo que passei foi intenso.

Safári de quadriciclo

É isso mesmo que você leu! Pela primeira vez, andei de quadriciclo pelas montanhas. Não vi nenhum animal. Vi foi meu punho doer de tanto ter que firmar a mão na direção por causa das pedras. kkk.

Passeio de quadriciclo em uma manhã gelada e colorida pelo arco-íris

Na verdade, eles nem falaram que era um safári. Vi que tem esse nome através do site, quando fui escrever este post. No dia até perguntei o gerente sobre bichos, ele disse que a reserva é imensa, e que eles ficam muito espalhados.

Enfim, independentemente do nome desse tour, andar de quadriciclo contemplando aquela paisagem panorâmica espetacular… é MUITO legal! Eu queria andar o dia inteiro, pena que foi só uma horinha.

Eu e meu marido. Parada rápida para tirar foto e descansar os braços

Safári noturno

Também tem safári de carro no Kagga Kamma. Eu fui em um deles, de 21h até 22h. A única coisa que vi foi um antílope. Estava tão frio que até os bichos (que costumam ter hábitos noturnos) esconderam, segundo a guia. Se você tem um pouco de medo, melhor que fique na caverna ou na cabana. A gente fica em um breu, uma escuridão que perde a noção de tudo.

Observação: para quem quiser fazer safári, é interessante saber que lá não me pareceu ser igual o Kruger Park, o maior parque de conservação da África do Sul, riquíssimo em fauna e flora. O Kruger é o local dos maiores e mais famosos safáris do mundo (no meu post sobre o game drive que fiz no Kruger falo mais). Se quiser ver muitos bichos mesmo, vá para o Kruger.

Ainda assim, no Kagga Kamma tem animais. Mas pode ser mais difícil vê-los. O leopardo é raro de encontrar, dizem.

quadro com mamíferos kagga kamma
quadro em uma parede do hotel

Stargazing, pinturas rupestres, trilhas…

Não tive tempo de fazer estes passeios. Tem trilhas, caminhadas para ver as pinturas rupestres de 6.000 anos atrás, tour astronômico… tem piscina, SPA… e claro, a culinária sul-africana que é sensacional. Comi como se não houvesse o amanhã.

Agora, preciso destacar: só ficar ali, na reserva, no meio do nada, observando a natureza, já é revigorante! Quem é realmente amante da natureza tem que conhecer esse lugar um dia.

Vou tomar a liberdade de dizer que o kagga Kamma é igual Minas Gerais: “quem te conhece não esquece jamais”!

Kagga Kamma: parada obrigatória para quem é um #NatureLover

Um beijo e até o próximo #storytravelling!

One Reply to “Kagga Kamma, O Hotel Caverna Que Você Precisa Conhecer”

  1. ADORO lugares que fogem dos roteiros convencionais! 🙌 parabéns pra vocês por buscarem isso, e pela coragem, nesse caso! Kkk sucesso!!!! 😘

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *