Atualizado em

Oie! Vou começar este #storytravelling te pedindo um favor: se você pretende conhecer ou voltar ao país dos vulcões, no caso, o Chile, coloque Pucón no seu roteiro!

É lá que está o paraíso das águas quentes, as chamadas Termas Geométricas.

Mas, antes de falar das Termas Geométricas, só te contextualizando que Pucón é uma cidade pequena e super charmosa.

Além disso, é famosa por estar localizada praticamente ao lado de um dos vulcões mais ativos da América do Sul, o Villarrica (o qual eu tive a imensa alegria de escalar, uma das melhores experiências da minha vida!).

Mas, não é só por causa do vulcão Villarrica que eu amei Pucón. A cidade é permeada por uma natureza exuberante com paisagens belíssimas!

E lá pertinho (cerca de 80km) é que estão escondidas, no meio da floresta, as Termas Geométricas.

Termas Geométricas, Chile. Mulher em piscina de água quente natural com linda natureza ao fundo
Que lugar LINDO!

Termas Geométricas: a caminhada pela passarela vermelha

Ao chegar nas Termas, segure firme a sua câmera fotográfica ou o seu celular e cuidado para ele não cair nas águas super quentes pois você vai ficar impressionado com a arquitetura e a beleza das Termas Geométricas!

E claro: você vai querer registrar cada segundo da sua caminhada pela passarela vermelha, que passa por cima das águas termais.

O caminho é um pouco estreito, às vezes com a visibilidade comprometida e com algumas surpresinhas no caminho!

Mulher passando em passarela de madeira vermelha com rio embaixo
Por exemplo, esta 🙂
Mulher em uma passarela vermelha no meio da natureza e de um rio de água quente saindo fumaça
A fumaça é por causa da alta temperatura da água

E, sim, como você vê, é uma passarela pintada de vermelho vívido, que dá aquele belo contraste com o verde da mata.

Olha, fiquei encantada com a arquitetura do lugar. O arquiteto Germán del Sol arrasou viu.

A trilha sonora do barulho da água descendo riacho abaixo é revigorante. A fumaça da água quente subindo se mistura aos paredões verdes. É lindo!

Mulher parada m longa passarela de madeira vermelha no meio da floresta e sob rio de água quente natural
Termas Geométricas – Pucón/Chile

Depois de uma caminhada de 450 metros, rodeados de piscinas, ainda fui premiada com uma cachoeira de água gelada.

Mulher na floresta com cachoeira ao fundo
Pousei para a foto e corri para as águas quentes

Sobre as Termas Geométricas: elas formam um complexo de 1.200 metros quadrados, e foram construídas em 2009.

Elas ficam próximas ao vilarejo de Coñaripe e dentro da mata nativa do Parque Nacional Villarrica, que tem cerca de 63 mil hectares de extensão.

Termas Geométricas e suas águas muy calientes

Tem piscina para todos os gostos! Fria, gelada, morna, quente e muito quente!

Além disso, em algumas áreas a água é tão quente que o local é coberto por tela e ainda assim são colocados vários avisos para não se aproximar.

Lá tem mais de 20 piscinas, formadas a partir de mais de 60 fontes de água termal!

Água que brota da mata a nada mais nada menos que 80 graus Celsius. São aproximadamente 15 litros de água por segundo, saindo de fontes totalmente naturais.

Ou seja, sem nenhuma instalação elétrica que regule a temperatura, é o próprio ambiente que se encarrega de tudo.

Cada piscina tem uma placa avisando da temperatura. Eu resolvi entrar em uma das mais quentes: 43 graus. Gastei um tempinho nessa tarefa.

Mal coloquei o pé e tirei, pense num “trem” quente!

Mulher parcialmente dentro de piscina natural de água quente no meio da mata
Quem me vê assim não pensa que eu estava congelando e queimando ao mesmo tempo! Fomos para as Termas Geométricas em outubro de 2018 e estava frio no dia

Mas eu não tinha muita saída. Estava um pouco frio, ou eu congelava do lado de fora ou queimava lá dentro, kkk. Resolvi “equilibrar” e assim fiquei: metade do corpo para fora, metade para dentro da água.

Estava tão quente que a minha pressão caiu rs, fiquei prostrada por alguns minutos.

É uma experiência muito diferente.

De onde vem as águas muy calientes?

Segundo o site das Termas Geométricas, acreditava-se que as águas termais vinham diretamente dos vulcões.

Mas, hoje se sabe que o processo se dá quando as águas da chuva e da neve se infiltram no subsolo e, ao circularem pelas partes profundas da terra, se aquecem, principalmente quando chegam a zonas próximas a uma câmara de magma.

No caso das Termas Geométricas, “uma câmara magmática (a mesma que alimenta o vulcão Villarrica) aquece a água infiltrada por rachaduras e as leva à superfície pela pressão do vapor de água e dos gases formados no processo”.

Casal entrando em piscina natural de água quente com natureza ao redor
Nada de pular de finca! Elas são rasas. E não se esqueça de se organizar com antecedência, principalmente se vc estiver em um hotel fora de Pucón. Saímos tão apressados para não perder o passeio que não deu tempo de abrir as malas e pegar o biquíni, entrei de body mesmo, rs. Tem tour em vários horários do dia para as Termas Geométricas

Termas geométricas: um Spa a céu aberto!

As Termas Geométricas são perfeitamente ajustadas à natureza! Para mim, é, sem dúvida, um lugar perfeito para você se conectar com a natureza, descansar e renovar suas energias.

Apesar de estar literalmente no meio da mata, o local é bem estruturado. Ao lado da passarela, tem umas casinhas vermelhas charmosas que são na verdade banheiros.

E logo na entrada há uma lanchonete que serve comidas gostosas! Comi uma pizza deliciosa lá! Tinha uma fogueira super charmosa para esquentar a gente.

Resumindo esse #storytravelling: Pucón é lindíssima. Recomendo muito a visita lá. Seja para escalar o Vulcão Villarrica, seja para relaxar nas Termas Geométricas… esse lugar tem uma energia sem igual!

Perfil de rosto de mulher dentro de piscina natural de água quente
Valeu demais conhecer as Termas Geométricas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *